orthopedic pain management

Iniciativa Municipal de NÓS-Unidade Popular solicitando que o Pleno do Concelho de Ferrol se pronuncie ante a catástrofe ecológica causada polo petroleiro "Prestige" nas nossas costas


A Assembleia Comarcal de NÓS-Unidade Popular propom mediante este escrito à Comissom de Governo do Concelho de Ferrol que eleve ao Pleno do mesmo umha proposta de resoluçom pronunciando-se perante a catástrofe ecológica causada pelo petroleiro "Prestige" nas costas da Galiza.

Tanto a Delegaçom de Governo espanhol na Galiza, como a própria Junta tenhem que assumir responsabilidades neste terrível facto, que se vem repetindo desgraçadamente nas nossas costas nos últimos anos. Tod@s temos nas nossas retinas à maré negra que causou o embarrancamento do Mar Egeo na costa da Corunha, do Urquiola vinte anos antes na mesma cidade, ou do Cason na Costa da Morte em 1988. A história repete-se, e mais umha vez as autoridades espanholas, tanto do governo central como autonômico, tardárom em agir, ocultando a realidade do problema ao povo galego.

A lentidom em tomar as medidas oportunas, desde o primeiro momento em que o barco, com bandeira de conveniência de Baamas, emite o primeiro sinal de emergência para o traslado do petroleiro a um porto seguro para a sua posterior reparaçom, agindo coa urgência e decisom imprescindível para pôr em funcionamento as máquinas, que nunca devêrom ser desligadas, permitiu que desde a quinta-feira 14 de Novembro a situaçom do naufrágio do Prestige fosse praticamente irreversível.

As negociaçons entre os armadores e as empresas de salvamento sobre o custo do resgate, a falta de resoluçom da Junta e outras autoridades espanholas, provocárom que o que nom teria porque deixar de ser um acidente cujos efeitos poderiam ter sido totalmente mitigados se converta numha nova catástrofe para a costa galega semelhante a do Urquiola, Cason ou Mar Egeo.

Em funçom do anterior, o Governo Municipal de Ferrol deve também propor que o Pleno do Concelho se dirija à Junta de Galiza e ao Governo do Estado Espanhol para solicitar a demissom de Manuel Fraga Iribarne, do Conselheiro de Pesca Henrique Lôpez Veiga e do Delegado do Governo espanhol na Galiza, Arsénio Fernandez de Mesa, polas evidentes