A manipulaçom da TVG

orthopedic pain management

A emissora pública tinha previsto retransmitir o encontro entre o Desportivo da Corunha e um combinado de jogadores da Costa da Morte em apoio aos/às danificad@s da maré negra. O partido de futebol, celebrado a passada terça-feira 17 de Dezembro no Estádio de Riazor, finalmente nom se televisou em directo para nom oferecer os gritos e as faixas de protesta do público contra os reponsáveis do desastre, o capitalismo espanhol e o PP.

A TVG, como um dos principais instrumentos de alienaçom e manipulaçom de massas cos que conta o PP na Galiza, decidiu a última hora nom emitir em directo o partido. A emissora pública limitou-se a realizar duas conexons de poucos minutos durante o informativo desportivo, nas que nom se focárom as bancadas e presentou-se o som ambiental excessivamente baixo para evitar as palavras de ordem dos milhares de afeiçad@s.

Os directivos da TVG cumprirom os mandados das autoridades autonômicas para ocultar os gritos d@s perto de 17.000 espectadores/as, de "Onde está Fraga?", "demissom", "televisom, manipulaçom" ou "O do bigote que limpe o chapapote".

Também no partido de liga celebrado o passado domingo 15 de Dezembro em Riazor poideron-se escuitar gritos similares d@s siareir@s.