Novo "acidente laboral"com vítima mortal

José Luís Gonçalves Franco, electricista de 36 anos morreu na tarde da quarta-feira 20 de de Agosto no interior da factoria de Alcoa em Sam Cibrao quando rebentou a caldeira da cisterna dum camiom. Neste novo "acidente laboral" tambén resultou ferido de consideraçom o condutor do veículo que transportava alúmina em pó.
O operário falecido estava asalariado na empresa Cotelsa, auxiliar da multinacional Alcoa, e o ferido também trabalhava para umha subcontrata, neste caso para "Transportes Peña Burela".

Este trágico sucesso volta a constatar o desinteresse criminoso da patronal polas condiçons de segurança e trabalho da classe operária. Galiza, tal como já temos denunciado em inumeráveis ocasions de primeiralinha em rede, consultar artigo "Acidentes laborais. A face mais preta do terror patronal" no Abrente 26, ocupa os primeiros postos de sinistrabilidade no trabalho.



Voltar à página principal