Ataque imperialista ao Iraque

Às 3.35 horas da madrugada da quinta-feira 20 de Março tivo lugar o início do ataque do imperialismo norteamericano contra o Iraque. Várias instalaçons e diversos prédios da capital fôrom destruidos com míssis lançados desde diversos portavions. Pouco depois das sete da tarde centenares de bombas e mísseis caírom sobre Bagdad coincidindo co início da invasom terrestre desde o Kuwait. Segundo diversas fontes o exército do Iraque está, -contra todos os prognósticos da imprensa ocidental, e dos "expertos em temas militares"-, mantendo umha firme resistência. O Pentágono já tivo que admitir que um helicóptero Apache foi derruvado pola artilheria iraquiana.
Quinze mísseis caírom sobre o território do emirato, alguns muito próximos das tropas invasoras británicas.

Até o momento, dada a censura e manipulaçom da imensa maioria dos meios de comunicaçom espanhóis e ocidentais, nom se informou do número de vítimas, entre mort@s e ferid@s, nem da situaçom na que se acha a aterrorizada populaçom iraquiana.
Numha mensagem por televisom, posterior aos primeirios bombardeamentos, o presidente Saddam Hussein manifestou a determinaçom de resistir apelando ao seu povo a defender a soberania nacional do Iraque contra a agressom imperialista anglo-norteamericana.
Pola sua parte o governo espanhol, aliado títere dos planos de Bush, por boca de Aznar e outros hierarcas do PP, respaldárom o ataque e a legalidade da agressom em curso.


Voltar à página principal