Em Balboa, no Bérzio, umha moeda ao ar dá a alcaldia ao PP. O novo alcaide assegura que jurará o seu cargo em galego
4 de Julho de 2003

Um empate no número de votos nas passadas eleiçons municipais entre o PSOE e o PP provocou que no concelho berziano de Balboa houvesse que decidir, lançando ao ar umha moeda, quem seria o novo alcaide. A sorte recaiu no candidato do PP, Gutiérrez Monteserim, ainda que o PSOE protestou por esta decisom. Com anterioridade, solicitara da Junta Eleitoral a contagem dos votos e o estudo de votos anulados, fazendo fincapé num voto chegado polos correios e anulado que segundo as suas alegaçons seria válido, e que lhes outorgaria a alcaldia por ser a força mais votada. Finalmente, celebra-se no dia 4 de Junho o acto de investidura, depois dumha resoluçom do Tribunal Superior de Justiça que desestimou o recurso contencioso eleitoral interposto pola agrupaçom do PSOE de Balboa, que exigia a anulaçom do triunfo do PP. O PSOE já anunciou que recorrerá à via penal para solventar este assunto.

Mas a novidade mais surpreendente dos últimos dias corre a cargo de quem com toda segurança será eleito novo alcaide, o candidato do Partido Popular José Manuel Gutiérrez Monteserín, que ontem mesmo anunciava a sua intençom de realizar o juramento do cargo de alcaide em galego, a língua maioritária e habitual do conjunto da populaçom de Balboa. Será mais umha demonstraçom de que a nossa língua está viva na comarca galega do Bérzio, ainda que nem o estatuto de autonomia da CAG reconheça a realidade social, lingüística, política, histórica e cultural que isto significa, e ainda que o galego-português nom esteja reconhecido como língua oficial, ou co-oficial, polo estatuto de autonomia de Castela e Leom.




Voltar à página principal