Nom se apurarám responsabilidades pola morte de Carlo Giuliani
6 de Maio de 2003

A justiça italiana arquivou o caso que se seguia polo assassinato em Génova de Carlo Giuliani, manifestante anti-capitalista morto por disparos da polícia italiana no decurso de umha manifestaçom contra a cimeira do G-8 em Julho de 2001. A justiça burguesa italiana considera a morte do jovem como "legítima defesa" por parte da polícia. Nengum dos mandos envolvidos no caso foi destituído, e o assassino de Giuliani continua a ocupar o seu posto nas forças repressivas italianas.

A mae de Carlo Giuliani, Heidi Giuliani, afirmou ao conhecer a decisom judicial que "resulta difícil fazer um comentário neste momento; embora já o esperássemos, sempre dói. Quero dizer que nós nom temos medo da verdade, outros evidentemente sim".

 



Voltar à página principal