Nom menos de 30 tentativas de suicídio entre os presos de Guantánamo
18 de Agosto de 2003

Umha porta-voz do Pentágono, a tenente coronel Barbara Burfeind, informou de um novo caso de tentativa de suicídio entre os presos árabes no campo de concentraçom ianque de Guantánamo. Segundo fontes do próprio comando militar estado-unidense, o número de tentativas de suícidio desde Janeiro de 2002, quando começárom as transferências de prisioneiros acusados de "terrorismo" a Guantánamo, ascende a 30 casos. Nom se reconhecem, porém caso de suicídios culminados.

Lembremos que as centenas de prisioneiros árabes do campo de concentraçom ianque estám presos de maneira indefinida, sem direitos processuais reconhecidos, sem acesso a advogado ou advogada, sem acusaçons formais, e submetidos a terríveis torturas sensoriais acrescentadas às clássicas.




Voltar à página principal