Contra o prometido na campanha eleitoral, Pérez Marinho nom reduzirá o seu soldo de alcaide de Vigo
9 de Julho de 2003

O alcaide de Vigo, do PSOE e sustentado polo BNG, nom baixará o seu soldo anual de 70.000 euros, ao contrário do que anunciara durante a campanha eleitoral, quando se comprometeu a baixá-lo em 10%.

Segundo o PSOE de Vigo, a decisom responde ao desacordo entre os grupos municipais com a medida, o que levou Pérez Marinho a fazer essa concessom (manter o soldo como estava). Polos vistos, os grupos municipais (BNG, Provi e PP) consideram pouco adequado que o alcaide de Vigo cobre menos de 70.000 euros. Nom sabemos se julgam mais adequados os soldos médios da classe trabalhadora galega, bem inferior a essa quantidade.

Os grupos municipais de Vigo também consensuárom que os vereadores ou concelheir@s com dedicaçom exclusiva ganhem 59.000 euros por ano, bem como a percepçom de ajudas de custo de 10.812 euros em doze soldos para cada concelheir@, quer da oposiçom, quer do governo.

@s porta-vozes dos diversos grupos, M. José Porteiro (PSOE), Corina Porro (PP) e Lois P. Castrilho (BNG) e Manuel Soto (Provi) mostrárom-se conformes com os acordos tomados. Como se vê, na hora de acordar os seus próprios soldos nom há diferenças "substanciais" entre as diferentes opçons "democráticas".

 

 

 

Voltar à página principal