Crescem as mobilizaçons iraquianas contra a ocupaçom
4 de Junho de 2003

No dia 3 de Junho, milhares de iraquian@s voltárom a tomar as ruas da sua capital, Bagdad, para exigir a retirada das forças ocupantes e o fim da ditadura militar imposta directamente polos Estados Unidos no Iraque. Os líderes do movimento popular advertírom que os imperialistas devem abandonar o seu país se nom querem convertê-los em inimigos.

A manifestaçom partiu de umha grande mesquita e chegou à sede do governo de ocupaçom ianque, entre palavras de ordem como Abaixo a América! e Sim ao Estado islámico!. Confirma-se que a agressom imperialista contra um dos estados árabes menos islamistas como era o regime de Hussein tem impulsionado o crescimento da islamizaçom do movimento que agora emerge como a escuma. @s manifestantes também exigírom a liberdade para os líderes islámicos feitos presos polo comando norte-americano

Em resposta às mobilizaçons, o Governo ianque já confirmou que a ocupaçom militar do Iraque irá durar "muito tempo", ao contrário do que dixeram antes de iniciar a guerra de rapina. Todo isso apesar de virem já a reconhecer que nom há armas químicas, biológicas nem radiactivas lá. O comando imperialista avisou que imporia um sistema de rotatividade tropas para garantir o domínio da nova colónia.






Voltar à página principal