EEUU pode ter desenhado já um Governo que imporá ao Iraque depois de destruí-lo
28 de Março de 2003

A administraçom do presidente dos EUA, George W. Bush, pode ter já elegido 30 exilados iraquianos para compor um governo pós-Saddam Hussein no Iraque, segundo publicou o 'The Washington Times'.

O jornal, que nom cita a fonte de sua informaçom, di apenas que entre os escolhidos estám "desde professores a executivos de bancos", a maioria residente nos EUA, e que servirám como ligaçom do governo a ser instalado depois da derrubada de Saddam Hussein.

Alguns deles "já se encontram na regiom trabalhando com as forças de coligaçom para expulsar Saddam". A administraçom Bush afirmou inicialmente que o objectivo principal era privar esse país de armamento proscrito, mas depois acentuou a "mudança de regime" em Bagdad.

Os iraquianos escolhidos por Washington "estivérom coordenando com os departamentos de Estado e de Defesa, elaborárom os planos para a reconstruçom das instituiçons do Iraque, e para abrir caminho para um governo permanente", informa 'The Washington Times'.

"A chave será umha paz sustentável e isso requer umha economia sustentável", comenta ao diário Rubar Sandi, presidente do Corporate Bank em Nova Iorque, a quem fôrom atribuídas as tarefas de Economia e Infra-estrutura.

Emanuel Kambar, professor de física na Universidade Western de Michigan, trabalhará na redacçom da Constituiçom iraquiana e dixo ao diário que o fará "num nível de assessoria".

"Esperamos que haja umha transiçom civil" num período entre seis meses a dous anos após a conclusom de umha acçom militar bem sucedida, afirma Kambar ao Times.

Outras fontes falam da possível imposiçom de um governo militar norte-americano durante um período de transiçom após a suposta derrota da resistência iraquiana.





Voltar à página principal