O povo Tamil avança na negociaçom com Sri Lanka para a obtençom da sua soberania

4 de Maio de 2003

O povo Tamil, 4 milhons de pessoas que habitam parte da ilha de Sri Lanka e está submetido à soberania estrangeira desse Estado, iniciou, como já informamos no seu dia, umha negociaçom a través da organizaçom armada independentista Tigres de Libertaçom da Terra Tamil desde Fevereiro de 2002.

Previamente, o povo Tamil enfrentou-se de armas na mao ao Estado opressor durante duas décadas, com resultado de 60.000 pessoas mortas.

A disposiçom do Estado a negociar com os Tigres Tamis propiciou já umha administraçom provisória própria para o territorio tamil, o reconhecimento do seu idioma e de direitos fundamentais para as mulheres.

Porém, a presidenta de Sri Lanka, Chandrika Kumaratunga, em representaçom de sectores do exército, está a mostrar-se desde o início como um dos maiores obstáculos ao bom andamento das negociaçons em curso.

Historicamente beligerante com o povo Tamil, já foi alvo no passado de um atentado dos Tigres de Libertaçom Tamil, cuja guerrilha é formada por umha considerável percentagem de mulheres.

Além da populaçom Tamil da ilha, também no sul do Estado indiano vivem um número importante de tamis, o que está a fazer com que a Índia, historicamente envolvida no conflito, observe os acontecimentos com cautela, consciente de que qualquer mudança profunda poderia talvez vir a afectar sua própria populaçom tamil, e aumentar as demandas soberanistas em Jammu e Kashmir e outros povos que hoje se encontram dentro das fronteiras do Estado indiano.

Por outro lado, existe a complexa situaçom da minoria muçulmana da ilha, que denuncia sua discriminaçom face a tamis e cingaleses.

Na actualidade, a organizaçom que exerce a interlocuçom tamil está a questionar as posiçons do governo de Sri Lanka nas negociaçons, ao ter incumprido acordos como a retirada das tropas ocupantes do territorio tamil, apesar do qual o Movimento dos Tigres Tamis vai manter o cessar das hostilidades acordada em 2002, assim como a busca de umha soluçom negociada. Neste mesmo mês serám retomadas as conversaçons.



Voltar à página principal