Contestaçom popular contra a ameaça de um novo recheio na Ria de Ferrol
29 de Outubro de 2003

O Governo muncipal de Ferrol, formado polo Partido Popular e Independentes por Ferrol, pretende impor um delirante projecto de construçom de umha estaçom de bombeio na beira da Ria de Ferrol, à altura da Cabana.

Na verdade, trata-se de um velho projecto do Ministério espanhol do Ambiente que, com a escusa de acometer a sempre adiada construçom da depuradora na Ria, ideou um recheio de quase 6.000 metros quadrados numha zona de marisqueio.

A resposta da vizinhança da zona nom demorou. Na passada sexta-feira, meio milhar de pessoas saírom às ruas para exigir a retirada de um projecto que ajudará a destruir o principal recurso natural e económico da comarca trasanquesa. Os vizinhos e vizinhas chegárom até o recinto em que se prevê iniciar as obras, derrubando o valado e anunciando novas mobilizaçons para os próximos dias.


NÓS-Unidade Popular participou na citada mobilizaçom, depois de ter feito público em numerosas ocasions o rechaço aos diversos atentados que as instituiçons municipais e autonómica tenhem verificado e anunciado contra a Ria de Ferrol. Já no passado mês de Setembro, NÓS-UP denunciou a tentativa de levar a cabo umhas obras desnecessárias e agressivas com o litoral ferrolano.

Na manifestaçom participárom também os partidos da oposiçom institucional, BNG, PSOE e IU, todos eles co-responsáveis pola grave situaçom ambiental da Ria. O BNG e o PSOE governavam em Ferrol quando o projecto de recheio foi aprovado polo Ministério espanhol do Ambiente, sem ter apresentado alegaçom nengumha. Quanto a IU, recentemente reclamou desde o governo de Neda um recheio no litoral da Ria aproveitando o entulho sobrante das obras da auto-estrada nas proximidades. Porém, as três forças levárom representantes à manifestaçom, dando mostras de grande oportunismo e provocando protestos entre a vizinhança.

Depois da primeira mobilizaçom, PP e IF anunciárom que o projecto será modificado para reduzir as dimensons do recheio. Trata-se sem dúvida de umha tentativa de desactivar a resposta popular, sem afectar a natureza destrutora das obras numha Ria gravemente deteriorada por recheios como as do porto carvoeiro, o realizado por Tojeiro em Mugardos, as obras do Porto Exterior e um longo etcétera de agressons que contam com o aval de todas as forças políticas institucionais da comarca.

Espera-se que a vizinhança da Cabana, apoiada polas associaçons vicinais do concelho ferrolano, anunciem próximas medidas de pressom contra o recheio. NÓS-UP já anunciou o seu incondicional apoio às reivindicaçons populares e o seu rechaço nom só ao recheio da Cabana, como também às obras do Porto Exterior e da Planta de Gás.




Voltar à página principal