O rei espanhol detém umha imensa fortuna inexplicada
31 de Outubro de 2003

Segundo a revista "Eurobusiness", o monarca espanhol conta com umha fortuna privada de 1.790 milhons de euros (quase 300.000 milhons de pesetas), o que o situa como o quarto rei mais rico da Europa. Todo um recorde para um nobre que vinha de umha situaçom de relativa decadência económica antes de aceder ao trono da mao do ditador espanhol Francisco Franco.

Com efeito, o "soldo" correspondente aos Orçamentos Gerais do Estado nom dá para ter amassado nas últimas décadas semelhante fortuna. Sendo a partida anual de 1.200 milhons de pesetas, desde 1975 "só" conseguiria reunir 32.000 milhons de pesetas, bem longe da quantidade acima citada, e isso se nom gastasse um cêntimo em todo este tempo.

Um livro do jornalista Jesús Cacho estuda os negócios do bourbon e as suas relaçons com potências petrolíferas árabes, das quais cobra comissons polo petróleo adquirido polo Estado espanhol e às quais pede empréstimos que nunca devolve.

Os reinos árabes tenhem feito numerosas entregas milionárias de dinheiro à coroa espanhola, em troca de favores como a utilizaçom das bases espanholas durante a chamada "Tormenta do Deserto" por parte dos ianques na sua ajuda ao reino kuwaiti.

Cacho fala das relaçons entre a coroa e Jesus Polanco, principal oligarca do empório comunicativo no Estado espanhol (dono do jornal El País entre outros muitos meios). Cacho cita-o como o seu principal garante e, ao mesmo tempo, a sua principal ameaça, frente a outros meios adeptos à monarquia como La Razón ou o ABC.

Quanto à aquisiçom de bens, Cacho relata a curiosa doaçom por parte de grandes empresários espanhóis, que lhe comprárom há poucos anos um iate de três mil milhons de pesetas, o Fortuna II. Porém, actualmente está em construçom já o Fortuna III, que terá um valor superior aos sete mil milhons de pesetas.

 

Voltar à página principal