A CAG entre as "comunidades" com menor crescimento dos últimos 25 anos

A CAG, com um crescimento de 2,49 por cento anual, é umha das "comunidades" com menor crescimento entre 1975 e 2000, segundo um estudo recolhido polo Instituto de Estudos Económicos (IEE).

As comunidades de Melilha, Múrcia, La Rioja e Canárias som as que registárom o maior incremento do PIB, por cima do 3 por cento anual, junto com Nafarroa e València, quando o crescimento médio anual no conjunto do Estado espanhol foi de 2,68 por cento nesse período.

Segundo o IEE no Estado espanhol tem-se producido um deslocamento dos eixos espaciais do crescimento, desde a Cornija Cantábrica, que tem padecido um processo de desindustrializaçom pola aplicaçom de sucessivas reconversons impostas pola UE e o governo de Madrid, até as regions do Arco Mediterráneo. Cumpre também destacar que as "regions" mais dinámicas neste periodo som as que tenhem registado um maior aumento da populaçom.



Voltar à página principal