A polícia espanhola impede a celebraçom dum acto contra a guerra

Um grande dispositivo policial impediu a terça-feira 1 de Abril que o centenar de estudantes concentrad@s diante da sucursal que o banco norteamericano Barclays Bank mantém aberta em Compostela, poidera realizar umha "sentada" em protesto contra a guerra imperialista no Iraque. A polícia desde o primeiro momento impediu que as dúzias de jovens convocad@s pola Assembleia Geral de Estudantes de Compostela se aproximara às dependências da empresa ianque. Houvo diversas tentativas de "cargar", assim como de identificar, ao conjunto d@s concentrad@s. Segundo fontes de AGIR, a acçom de desobediência civil, embora nom logrou dificultar a actividade regular do banco, serviu paar denunciar o capitalismo norteamericano como responsável directo da massacre contra o povo iraquiano, e também constatou a verdadeira face do PP que utiliza a polícia contra a opiniom maioritária d@s galeg@s, claramente contrária à guerra.

Amanhá estám previstos diversos cortes de trânsito ao longo da capital da Galiza cconvocados pola Plataforma Mocidade Galega pola Paz.


Voltar à página principal