Manifestantes cercam base da OTAN na ilha de Creta e expulsam barco espanhol

18 de Março de 2003

Continuam as acçons e mobilizaçons contra a guerra imperialista em todo o mundo. Dous milhares de manifestantes conseguírom expulsar um navio espanhol da OTAN da ilha de Creta, após lançar ovos e tinta vermelha gritando "fascistas e terroristas", "assassinos, assassinos", "solidariedade com o povo iraquiano", e outras palavras de ordem.

Os militares espanhóis acabárom por abandonar a base naval, que já no dia anterior fora palco de umha manifestaçom antibelicista dispersada pola polícia grega com gases lacrimogéneos.

Nos EEUU decorrêrom novas manifestaçons contra a guerra. Na capital, Washington, mais de 90 manifestantes fôrom detidos, enquanto na cidade de Sam Francisco mais de 40 pessoas sofrêrom detençom e maus tratos da políca ianque.

Em Londres, o colectivo Pare com a Guerra (Stop the War Coalition) quer que os manifestantes se reúnam em massa em frente ao Parlamento británico caso o Iraque seja atacado. Ontem mesmo, um grupo de activistas manchados de tinta vermelha obrigou a polícia a fechar umha das vias de acesso à rua Whitehall, onde ficam alguns prédios do governo. Londres prepara umha nova manifestaçom multitudinaria para o próximo sábado.

Entrementes, Aznar confirmou no Parlamento espanhol o seu incondicional apoio a Bush, cedendo-lhe o uso das bases e informando do envio de navios, avions, helicópteros e soldados à zona do conflito.






Voltar à página principal