Greve Geral na Palestina contra a visita de Powell e o seu "mapa de rota"
11 de Maio de 2003

A resistência palestiniana realizou umha greve geral no dia 11 de Maio em protesto pola presença do secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, no seu país.

As organizaçons palestinianas nom implicadas no plano de assimilaçom definitiva proposto polo Governo ianque (o "mapa de rota"), exigírom ao novo primeiro ministro palestiniano, Abu Mazen, que nom se encontrasse com Powell, umha vez que este também vetou a presença de Arafat no encontro previsto.

Antes de se encontrar com Mazen, Powell já mantivera um encontro com o ministro de Exteriores israelita, Silvan Shalom, e com outros membros do Governo sionista aliado dos EEUU na zona.

A oposiçom combatente palestiniana acusa o novo primeiro ministro palestiniano de estar pronto a aprofundar na estratégia de Arafat, de desarmar a resistência nacional palestiniana frente à potência militar ocupante, que mantém como objectivo último a expulsom em massa da populaçom palestiniana da Cisjordánia.

Enquanto dia após dia continuam a cair assassinadas palestinianas e palestinianos de todas as idades sob o fogo indiscriminado israelita, Abu Mazen poderia estar a pactuar a liquidaçom da Intifada em troca de algum tipo de Estado fantoche, renunciando à volta de 700 mil refugiados e refugiadas palestinianas espalhadas polo Oriente Médio ao seu país. A UE e a Rússia apoiariam também esse plano, que o próprio Sharon abençoa desde que, previamente, o Governo palestiniano desarme por completo e faga capitular a resistência palestiniana, algo que Arafat nom conseguiu.



Voltar à página principal