Israel invade Gaza e assassina onze palestinianos
20 de Fevereiro de 2003

Enquanto os estados imperialistas preparam a destruiçom do Iraque e o genocídio do seu povo por supostos incumprimentos de resoluçons da ONU por parte do seu Governo, o Estado sionista de Israel continua a gozar de total impunidade, incumprindo resoluçons desde há décadas e assassinando crianças e pessoas adultas no seio do povo palestiniano. Como os Estados Unidos da Norteamérica, também Israel di que está a luitar contra o "terrorismo".

Tanques e soldados de Israel entrárom em combate com atiradores nas ruas da cidade de Gaza, matando onze pessoas, entre elas um resistente que tentou explodir um tanque. Testemunhas palestinianas avaliárom a incursom como a mais sangrenta em três semanas. Os invasores deixárom um rasto de destruiçom. Horas depois, outros 40 tanques ocupárom o bairro de Shajaiyeh. Os invasores cortárom a subministraçom de energia eléctrica para a cidade, que tem 300 mil habitantes.
Fontes palestinianas dixérom que os israelitas destruírom três casas e duas indústrias metalúrgicas. A incursom foi a segunda desde que o grupo de resistentes do Hamas assumiu a responsabilidade pola explosom de um tanque israelense no sábado, que matou quatro soldados.

Os tanques, acompanhados por helicópteros, penetrárom em Shajaiyeh desde terça-feira, vindos de três direcçons, segundo o relato de moradores do bairro. Outros carros de combate cercárom umha escola primária mantida polo Hamas perto do bairro de Tufah. O exército dixo que os soldados demolírom quatro oficinas usadas para manufacturar armas e trocárom fogo com atiradores, mas nom ocorrêrom baixas entre os israelitas. O comunicado militar assumiu que se tratou de umha represália à explosom do tanque no sábado.

Israel assevera que os palestinianos empregam metalúrgicas locais para a produçom de armas, como os morteiros que empregam para atingir as colónias judaicas em Gaza. Os palestinos afirmam que a maioria das indústrias destruídas polas forças israelenses em suas freqüentes incursons nom tem nada a ver com o conflito.
Testemunhas da invasom dixérom que umha forte explosom provocou o incêndio de um dos tanques. Um comunicado do Hamas confirmou a ocorrência e assumiu a responsabilidade por ela, dizendo que o tanque foi incendiado por um homem-bomba, Karim Batron, 21 anos, vizinho da cidade de Gaza.

A faixa de Gaza é habitada por mais de 1 milhom de palestinianos, e nos últimos anos passou a conviver com 7 mil colonos israelitas, que para ali se mudárom visando perpetuar a ocupaçom.


Tirado do Diário Vermelho





Voltar à página principal