A Junta prohíbe aos mergulhadores das confrarias seguir limpando os fundos marinhos

Rodolfo Martín Villa e a Junta da Galiza proibírom aos mergulhadores das confrarias de pescadores da ria de Vigo, que podam seguir limpando o fundo marinho, após gravar um vídeo no que se vem os fundos marinhos asfaltados de chapapote. Só o exército espanhol poderá limpar os fundos cheios de fuelóleo.

Após a publicaçom destes vídeos filmados por mergulhadores profissionais de diferentes confrarias, emitidas a semana passada em vários canais de televisom, o comissionado do Governo para o Prestige que dirige o franquista Rodolfo Martín Villa e a Junta decidírom a sexta-feira 14 de Fevereiro que só o exército tem autorizaçom para limpar os fundos do mar.
O comissionado que asume ordes directas do vicepresidente primeiro del Governo, Mariano Rajoi, ainda nom tem decidido nem a quantidade de efectivos nem as labores exactas de limpeza que vai desenvolver o exército. O único que se sabe é que nem os "Parques Nacionais" nem os mergulhadores das confrarias podem desempenhar as labores de limpeza que vinham desenvolvendo desde há mês e meio.
Com estas medidas as autoridades espanholas pretedem seguir ocultando a verdadeira dimensom da catástrofe ecológica provocada pola maré negra.


Voltar à página principal