Continuam na Galiza as mobilizaçons contra a guerra

A terça-feira 25 de Março meio milhar de estudantes universitári@s convocad@s por diversas assembleias de faculdade e por AGIR manifestárom-se na capital da Galiza. A marcha partiu às 12 da manhá da praça do Toural e finalizou cumha sentada diante do local "regional" do PP, que se achava fortemente protegido por unidades da polícia espanhola. Previamente na praça da Galiza realizou-se um corte de trânsito.
Na quinta-feira, convocada pola Plataforma Mocidade Galega pola Paz, mais de cinco mil estudantes secundárom umha nova manifestaçom que percorreu o centro de Compostela. Fôrom lançados dúzias de ovos e sacos plásticos com água contra a fachada do local do PP na rua do Hórreo, que voltava a estar fortemente protegido pola polícia espanhola. A mobilizaçom finalizou numha ateigada praça de Praterias. Posteriormente centos de estudantes secundárom a AGIR e a AMI deslocando-se até a sede local do PP na rua Alfredo Branhas onde se escuitárom novas palavras de ordem contra a direita espanhola e o seu apoio à guerra imperialista contra o Iraque.

Noutros pontos do país também houvo concentraçons e manifestaçons.
Convocad@s pola CIG e as centrais sindicais espanholas milhares de trabalhadores/as secundárom um quarto de hora de paro contra a guerra. As principais fábricas do país, assim como @s trabalhadores/as da sanidade, educaçom e funçom pública fôrom os sectores com maior repercusom.

Segundo diversas fontes, a Coordenadora Galega pola Paz convoca para o domingo seis de Abril umha manifestaçom nacional em Compostela contra a intervençom imperialista no Iraque, e as centrais sindicais estám estudando convocar umha greve geral de 12 horas para a sexta-feira 11 de Abril.





Voltar à página principal