O terror machista provoca um incremento de 62% de mortes de mulheres

Segundo os dados do "Instituto da Mulher" o número de mulheres assassinadas polas suas parelhas ou ex-parelhas atingiu no conjunto do Estado espanhol um incremento de 62% durante o primeiro trimestre de 2003 com respeito ao ano anterior.
Estes dados revelam o fracasso das medidas adoptadas polo governo e as diversas instituiçons para paliar e/ou erradicar esta situaçom, que nom tem soluçom numha sociedade dominada polo patriarcado.

A auto-organizaçom das mulheres, a denúncia e a acçom directa som fundamentais para combater umha das expresons mais agressivas do capitalismo. Mas nom basta com adoptar medidas legislativas, modificar planos de estudo, ou realizar campanhas publicitárias, pois as causas desta situaçom acham-se no ADN do patriarcado e do sistema capitalista. Poderemos avançar na conscienciaçom social, mas nom poderemos acabar com o terrorismo machista senom modificamos as causas estruturais que o provoca.



Voltar à página principal