Galiza volta a ocupar as ruas contra a guerra

Perto de trescentos mil manifestantes participárom nas mobilizaçons realizadas onte nas principais cidades do país para manifestar a oposiçom do povo trabalhador galego à guerra imperialista contra o Iraque. Novamente Vigo acolheu a manifestaçom mais numerosa com mais de 100.000 pessoas, seguida da Corunha com 40.000, e Ponte-Vedra com 25.000; em Compostela e Lugo houvo 20.000; 15.000 em Ourense, e 5.000 em Ponferrada e Ferrol.
O MLNG participou activamente na maioria das mobilizaçons com cortejos próprios denunciando a atitude submissa do governo espanhol e a hipocrisia do PSOE à hora de tentar aproveitar-se eleitoralmente destas mobilizaçons de massas e do sentimento anti-belicista do povo galego.
"Guerra nunca mais", "Partido Popular, partido militar", "Contra a guerra greve geral", "Há que parar a escalada militar", "Ilegalizar o Partido Popular", "Nom mais sangue por petróleo", fôrom algumhas das palavras de orde mais utilizadas pol@s manifestantes.
No resto do mundo também houvo mobilizaçons massivas. Milano, Barcelona, Francfort, Berlim, Madrid, Paris, Washington, Bruxelas concentrárom as mais concurridas.



Voltar à página principal