ONU esconde o "Gernika" para nom ofender os ianques

Fevereiro de 2003

A reproduçom do "Gernika", a obra de Pablo Picasso colocada à entrada do Conselho de Segurança das Naçons Unidas, foi coberta com umha cortina. A razom para o encobrimento é que naquele local os diplomatas costumam fazer declaraçons à imprensa e aparecem com aquele quadro ao fundo que mostra os horrores da guerra.

Assim, em 27 de Janeiro, umha grande cortina azul foi instalada por cima a fim de encobrir o "Gernika". Perguntado porque a obra tinha sido escondida, Fred Eckhard, secretário de imprensa da ONU respondeu: "É um fundo inadequado para as cámaras".

Um diplomata considerou que nom seria apropriado que o embaixador dos Estados Unidos na ONU, John Negroponte, ou Collin Powell, falassem da guerra contra o Iraque e a alentassem rodeados por mulheres, crianças e animais gritando de horror e a sofrerem com os bombardeamentos.



Voltar à página principal