A pensom média mensual na CAG entre as mais baixas de Europa

Na CAG as pensons estám por baixo dos 400 euros e, apenas umha de cada dez supera o umbral dos 1.000 euros.

Espanha segue nos últimos postos da UE em prestaçons sociais. Em 1999 destinou um 8,2 por cento do PIB ao gasto em prestaçons de protecçom social às/aos velh@s, porcentage similar ao de países como Finlándia (8,1 por cento), Luxemburgo (8,1 por cento) e Bélgica (8,5 por cento), mas muito longe de Itália (12,9 por cento), Suécia (12,1 por cento) e Alemanha (11,6 por cento). Estas cifras situam a Espanha por baixo da média europeia, que atinge o 10,8 por cento.

O gasto em pensons, capítulo principal das prestaçons sociais destinadas a gente idosa, está também muito longe da média europeia. Espanha destinou em 1999, segundo dados de Eurostat, um 9,9 por cento do PIB ao gasto em pensons, muito longe de países como Itália (15,1 por cento), Austria (14 por cento) e Holanda (13,5 por cento) e a oito pontos porcentuais da média europeia.

Voltar à página principal