Artefacto explosivo contra sede do PP espanhol em Buenos Aires

22 de Dezembro de 2003

Um artefacto explosivo, presumivelmente de fabrico caseiro e feito a partir de um extintor de incêndios, segundo as primeiras declaraçons feitas pola polícia, explodiu na sede que o Partido Popular espanhol possui na cidade argentina de Buenos Aires, inaugurada em Fevereiro de 2000. A acçom, que aconteceu às 03.20 horas (06.20 GMT) nom provocou danos pessoais, ainda que polos vistos sim importantes destroços no local.

Avelino Garcia Melhe, representante da Junta da Galiza na Argentina e membro da directiva do PP, que reside no andar superior da sede, confirmou que dias atrás receberam um escrito, assinado polas siglas ESL, em que "ameaçavam" os espanhóis, estado-unidenses e británicos pola intervençom militar imperialista contra o Iraque.

O único sinal deixado polas pessoas autoras da acçom contra a delegaçom da direita espanhola na Argentina foi umha pintada, feita com um esprai vermelho, com as siglas ESL, e umha estrela. Garcia Melhe declarou desconhecer o significado destas siglas, mas indicou que o ataque seria obra "dos inadaptados de sempre". Também assinalou que a direcçom do PP na Argentina está preocupada, e que vai pedir "instruçons a Madrid", lembrando que no passado dia 7 de Outubro já se registou um outro incidente noutra sede do PP, sita perto do Departamento Central da Polícia Federal, também na capital argentina, que foi objecto de um roubo.


Voltar à página principal