Referendo na Córsega

O nacionalismo corso pedirá o voto favorável no referendo sobre o novo Estatuto. As principais formaçons nacionalistas corsas, -Corsica Nazione e Indipendenza-, solicitarám o voto a favor da proposta do novo Estatuto de autonomia para a ilha, pois tenhem decidido tacticamente aceitar "o que nom pode considerar-se mais que um tímido avanço".

Em conferência de imprensa @s responsáveis das duas organizaçons de libertaçom nacional anunciárom que solicitarám o voto afirmativo no referendo que terá lugar o vindouro 6 de Julho, embora mantenham profundas reservas sobre o projecto. "O nacionalismo nom pode facer de Póncio Pilatos ou acrescentar os seus sufrágios aos d@s antinacionalistas a quem inquieta a supresom dos departamentos na ilha. É um eslabom essencial do clientelismo que pode ver-se ameaçado, se @s nacionalistas cors@s estám massivamente presentes nas instituciçons".

O projecto de estatuto dO Governo francês contempla suprimir os dous departamentos nos que está dividida Córsega, e a sua substituiçom por "conselhos territoriais" para as actuais Córsega do Sul e Norte de Córsega. A campanha para o referendo, à que estám convocad@s 180.000 eleitores/as da ilha, comezará o próximo 23 de Junho.

@s votantes pronunciarám-se sobre se estám a favor do "projecto de Estatuto para instituir umha administraçom descentralizada em Córsega", segundo o texto apresentado polo ministro do Interior francês, Nicolas Sarkozy. Se é aprovado o novo Estatuto, convocarám-se eleiçons.

Voltar à página principal