O fascismo mediático ataca de novo

O vozeiro da extrema-direita compostelana, o "jornal" El Correo Gallego em colaboraçom coa associaçom fascista "Víctimas del Terrorismo" vem de iniciar umha campanha de intoxicaçom e criminalizaçom contra o festival galego de sons itinerante Faisca previsto para o vindouro sábado 26 de Abril em Compostela. Na ediçom de hoje, terça-feira 22 de Abril, ao igual que fijo com o concerto contra a guerra imperialista organizado por AGIR, solicita do Concelho a suspensom porque um dos grupos que actua tem letras que "simpatizam com o terrorismo".

O panfleto do integrismo fascista espanhol dirigido por José Manuel rei Nóvoa pretende converter-se na nova inquisiçom de Compostela, com capacidade para decidir que actos lúdicos e culturais som permitidos e quais nom.

Mas o mais grave nom é o papel que pretende assumir El Correo Gallego, senom a submissom do governo de coligaçom PSOE-BNG com esta estratégia repressiva. Voltará Bugalho a suspender por decreto outra actividade alternativa da mocidade galega salatndo-se os acordos da Comissom de Governo?. Voltará o BNG de Néstor Rego a manter um silêncio cúmplice para nom incomodar aos sócios de governo e aranhar uns votinhos entre os sectores "bem pensantes" da cidade?, ou prevalecerá a liberdade de expressom?
Aguardamos que os organizadores, -a Associaçom Juvenil Faisca e Projecto Global-, podam realizar o concerto com grande sucesso, e que milhares de jovens galeg@s desafiem o fascismo espanhol acudindo em massa a escuitar Soziedad Alkoholika, Hamlet, Skarnio, Biotech e Jacky Trap o vindouro sábado mo Multiusos do Sar.


Voltar à página principal