GOVERNO DE SRI LANKA E TIGRES DE LIBERTAÇOM TAMIL INICIAM NEGOCIAÇOM PARA A SOBERANIA DO POVO TAMIL

 

 

 

16 de Setembro de 2002

Representantes do governo de Sri Lanka e do Movimento dos Tigres Tamis chegárom no dia 16 a Bangcoc, na Tailándia, onde iniciarám negociaçons visando finalizar 19 anos de sangrentos guerra naquela ilha do Oceano Índico.

As duas delegaçons fôrom recepcionadas por funcionários noruegueses e tailandeses, que tenhem a funçom de mediadores, e iniciárom imediatamente os entendimentos preliminares - os primeiros dos últimos oito anos. As negociaçons, consideradas históricas, tenhem lugar na base naval de Sattahip, 250 quilómetros a sudoeste de Bangcoc.

G. L. Peiris, ministro para Assuntos Constitucionais, chefia a missom oficial do governo de Sri Lanka, integrada também polos ministros das Reformas Económicas, dos Assuntos Muçulmanos e da Secretaria pola Paz. Anton Balasingham, líder político e representante internacional da organizaçom rebelde está à frente da missom dos Tigres Tamis, que inclui a sua esposa, Adele, como secretária, um assessor legal e um especialista em retomada do desenvolvimento.

Funcionários do Ministério do Exterior da Tailándia comunicárom à imprensa que apenas as delegaçons que representam as quatro partes permanecerám na base naval, enquanto o pessoal de apoio se alojará em um hotel nas proximidades.

A primeira rodada de negociaçons tem início hoje, vai até quarta-feira e desenvolverá-se a portas fechadas. O seu objectivo é estabelecer as bases para outra rodada, decisiva, que na avaliaçom do ministro Peiris "nom terá um resultado concreto a curto prazo".

Os temas em pauta

De acordo com a agência Tailand Associated Press, o encontro debaterá a retomada do desenvolvimento nas zonas mais afectadas pola guerra, a criaçom de umha administraçom interina nas partes Norte e Leste da ilha e os problemas vividos pola comunidade mussulmana, vítima do fogo cruzado dos combatentes.

As negociaçons tornaram possíveis graças à acçom mediadora da Noruega, ao cessar-fogo que já está em vigor, ao levantamento da proibiçom dos Tigres Tamis e à reabertura das estradas nas áreas sob controle militar do governo de Colombo.

O povo Tamil, que coinstitui 18% dos 20 milhons de habitantes de Sri Lanka, é discriminada pola maioria cingalesa, desde que a ilha se se constituiu em Estado após o domínio colonial inglês, em 4 de fevereiro de 1948. A luita armada do povo Tamil começou em 1983, reivindicando a secessom das áreas norte e leste do país, para formar o Estado de Eelam (Pátria). Desde entom, mais de 65 mil pessoas morrêrom, centenas de milhares fôrom feridas e um número semelhante emigrou do país.

Voltar à página principal

 

Acima: Guerrilheiras de Tigres da Libertaçom Tamil

A direita: Territórios Tamil e de Sri Lanka, palco de umha guerra de libertaçom nacional de 20 anos