Cinco filiados da CIG sofrem condenas económicas e de prisom polos acontecimentos repressivos do 1º de Maio de 2005

15 de Março de 2008

Dúzia de pessoas concentrárom-se na passada quinta-feira em frente dos tribunais de Vigo em solidariedade com os cinco manifestantes detidos e acusados pola polícia espanhola polos acontecimentos repressivos da manifestaçom da CIG no 1º de Maio de 2005, que acabou com violentas cargas policiais.

Um acordo na reduçom do pedido da fiscalia deixou as penas em 360€ para dous dos acusados, enquanto os outros três, jovens independentistas militantes de BRIGA e filiados da CIG, fôrom condenados a um ano de prisom e multas de 760€ para Daniel Lourenço e Sérgio Pinheiro, e 6 meses de prisom e 3.680€ para Alexandre Rios.

Os condenados, tal como outras muitas pessoas que participavam naquela manifestaçom, fôrom espancados e detidos pola polícia espanhola, que depois se converteu em acusadora e conseguiu um desfecho repressivo como o que agora se confirmou. Por seu turno, a agressom policial fica impune como é costume em casos de violência policial injustificada como a que comentamos.

Nom queremos deixar de manifestar a nossa absoluta solidariedade com os cinco companheiros condenados, bem como com a militáncia de BRIGA assediada nos últimos dias por dar a conhecer na cidade de Ponte Vedra o caso dos cinco trabalhadores que iam ser julgados em Vigo.

 

Voltar à página principal