Eu amaldiçoo-vos, democratas

30 de Dezembro de 2008

Reproduzimos, traduzido, o artigo assinado por Baserrigorri no portal Kaos en la Red, sobre a ofensiva genocida de Israel contra a Faixa de Gaza. Nele, estabelece as responsabilidades para além dos ataques concretos dos avions do sionismo.

Eu almaldiçoo-vos, democratas

A vós, fascistas de toda a vida, que robastes o termo para o prostituir e usar nos vossos miseráveis interesses, fascistas de novo cunho, que também vos envolvedes na bandeira da democracia, e que fazedes que a partir dos infernos Franco, Hitler e Mussolini rirem satisfeitos, fascistas que da social-democracia, reclamades um talante democrático que nem o tendes nem queredes ter.

A vós, esquerdistas amestrados polo capital e a democracia burguesa, que nom é tal, que fazedes o triste labor de bombeiros e nom duvidades em aderir aos anteriores, que pondes todo o tipo de laços, e assinades todo o tipo de manifesto e o que vos ponha diante o Estado, com tal de ter a salvo os vossos cus nas míseras poltronas que vos cedem, os de toda a vida. A partir de sindicatos amarelos e esquerdas de todas as cores e unidas, refreades as luitas populares, para que os amos que vos dam de comer nom perdam os seus privilégios, que lograrom sobre o sangue e a morte de miles de operárias.

Todos vós, democratas, merecedes a minha repulsa, a minha condenaçom e a minha maldiçom, sem distinçom nengumha, nessa direitona de toda a vida, transformada por arte de magia em democratas, até os seica vermelhos que vos legitimam. Todos fazedes parte da farsa, todos olhades para outro lado e todos fazedes um papel neste miserável teatro que é a democracia burguesa.

Falades de paz, pedides condenas dos violentos, exigides respeito a constituiçons e instituiçons antidemocráticas, pero eu pergunto-vos… Que ides fazer perante a matança de crianças e todo o tipo de cidadás e cidadaos palestinianos por parte do exército sionista de Israel? Ides-vos limitar a inscrever-vos numha ONG do regime para limpar as vossas conciências?

Vós democratas, os de direita e os de esquerda, dades sustento a um Estado, plenamente integrado na UE, e todos concordades nisso. Umha UE que nom so apoia activamente Israel, como, além disso, envia tropas para dar apoio aos imperialistas ianques na zona e é absolutamente cúmplice das atrocidades no Afeganistám, Iraque ou Palestina.

Tam bravos como sodes ilegalizando siglas, sodes de submissos perante os embaixadores dos EUA e israelita, perante o patronato, a igreja ou qualquer umha outra peça do fascismo mundial. Porque essa é a palavra que vos corresponde, fascistas.

Fascistas som os EUA quem, desde o seu nascimento, exterminárom comunidades inteiras de povos indígenas, exportam ditaduras por todo o globo e actuam de gendarme de um capitalismo cada vez mais cruel e explorador.

Fascista é o Estado israelita que, aplicando a mesma técnica que o III Reich no Guetto de Varsóvia, após tentar matar à fame e à sede todo um povo, bombardeia a populaçom civil e nom demorará a meter tanques. As varsovianas de ontem som hoje as cidadás de Gaza e os nazis de ontem som os sionistas de hoje. E diante disto calades miseravelmente.

Fascista é esta farsa de democracia que hoje padece o mundo, um sistema capitalista que se fai chamar democrático, que permite crimes como os que temos que ver nestes dias. E a essa chamada democracia aderides todos, os que nos impondes constituiçons, que exigides condenas, que pondes laços, que sustentades o sistema a partir dos vossos sindicatos amarelos. Todos vos chamades democratas, mas todos apoiades, com entusiasmo uns e com pusilanimidade outros, este statu quo cada vez mais abertamente fascista.

Para aí vai o mundo graças a vós, democratas. Para um fascismo de novo cunho, com as mesmas lógicas que tivera no do século passado, mas desta vez, com a cumplicidade dos autodenominados democratas, os da direita e os da esquerda. A todos vós, democratas, o meu desprezo. A minha ideia de democracia, temo, nom concorda com o vosso projecto burguês-fascista.

 

Voltar à página principal