Há que deter o extermínio dirigido polos sionistas contra o povo palestiniano!

30 de Dezembro de 2008

Nom é altura de ficarmos passivos e passivas. É necessário mobilizar o mais digno do nosso e dos restantes povos do mundo contra o imperialismo, materializado de maneira crua e visível no Estado terrorista de Israel, mas nom só no Estado terrorista de Israel.

Enquanto vemos literalmente cair cadáveres de crianças, homens e mulheres na Faixa de Gaza, sob fogo aéreo de um dos maiores exércitos do mundo contra um povo que carece de força militar regular, os porta-vozes dos Estados Unidos continuam a culpabilizar as vítimas polo seu próprio aniquilamento.

Também os governos, os jornais e outros media europeus e ianques repartem, no melhor dos casos, a responsabilidade a partes iguais entre quem pom os mortos contados por centenas e quem aplica, com esse resultado, a campanha planificada de extermínio dirigida contra todo um povo. A mensagem e o objectivo final som claros: abandonar as terras que o sionismo quer ocupar de vez... ou morrer.

Famílias inteiras exterminadas, prédios derrubados por mísseis de fabrico ianque e europeu, cadáveres de nenos e nenas espalhados polas ruas, um milhom e meio de pessoas condenadas ao terror e atrapadas sem saída numha situaçom de colapso sanitário no meio de um ataque militar sem defesa possível.

Insistimos. É preciso respondermos com o único que hoje temos ao nosso alcance: a mobilizaçom e a denúncia, no nosso próprio país, contra a responsabilidade compartilhada dos governos espanhol e autonómico, pola sua passividade perante o terrorismo de Estado televisado.

Há que deter o extermínio!

Apoiemos todas as convocactórias nas cidades e vilas galegas!

Saiamos às ruas em apoio e solidariedade ao irmao povo palestiniano!

Palestina Vencerá!

Convocatórias já agendadas:

Compostela

Praça do Toural no dia 30 às 20 horas.

Vigo

Dia 3 de Janeiro, às 19 horas, no Marco.

Ponte Vedra

Praça da Peregrina, dia 30 às 20 horas.

Ferrol

Dia 2 de Janeiro. Hora e lugar pendentes de confirmaçom.

 

Voltar à página principal