NÓS-Unidade Popular confirma que apresenta candidatura às eleiçons do 1 de Março

29 de Janeiro de 2009

Apesar de nom ter conseguido, como era o seu objectivo, umha candidatura unitária que evitasse a dispersom e fragmentaçom habituais no voto anticapitalita e soberanista, NÓS-Unidade Popular vai estar na luita eleitoral como já estivo há quatro anos. Num comunicado, explica os motivos da sua presença e lamenta que, como noutras ocasions, a FPG impedisse a apresentaçom de umha candidatura única do soberanismo de esquerda.

Reproduzimos o comunicado difundido por NÓS-UP:

NÓS-Unidade Popular confirma a sua candidatura independentista e anticapitalista às eleiçons do 1 de Março

Tal e como foi publicado no seu dia por diferentes meios de comunicaçom, NÓS-Unidade Popular tentou durante os últimos meses favorecer a conformaçom de umha única candidatura unitária da esquerda soberanista galega, que evitasse a dispersom de forças e apresentasse umha alternativa coerente e comum, autodeterminista e anticapitalista, perante o povo trabalhador galego.

Assim, no passado mês de Maio dirigimo-nos a todas as forças da esquerda soberanista para, em regime de autoconvocatória, termos um encontro em que discutirmos os termos da proposta unitária.

A reuniom conjunta tivo lugar no dia 11 de Julho e nela participárom várias das forças interessadas na proposta. Contodo, a ausência e o silêncio da FPG impossibilitárom que a candidatura unitária pudesse finalmente materializar-se.

Nom é este o momento de avaliar as negativas tendências presentes em sectores da esquerda soberanista galega nos últimos anos, nas quais NÓS-Unidade Popular está disposta a assumir a parte de responsabilidade que puder corresponder-lhe.

Porém, e apesar dessas circunstáncias, a nossa organizaçom considerou umha obrigaçom apresentar umha candidatura acorde com a constante oposiçom de esquerda ao actual governo bipartido que vinhemos realizando nos últimos quatro anos.

Todos e todas conhecemos os limites democráticos do regime espanhol actual, mas consideramos necessário que a opçom independentista, anticapitalista e nom patriarcal que defendemos esteja presente também no campo eleitoral. É por isso que, finalmente, NÓS-Unidade Popular decidiu apresentar a sua candidatura independentista e socialista às eleiçons autonómicas do dia 1 de Março.

Tal e como temos feito durante toda a legislatura, NÓS-UP vai utilizar os meios ao seu alcance para denunciar a dependência imposta à Galiza polo Estado espanhol e para assinalar directamente os responsáveis da crise económica capitalista, que está a pagar o nosso povo trabalhador.

A orientaçom da campanha e a linha gráfica será feita pública no próximo fim de semana, numha comparência pública em Compostela.

Direcçom Nacional de NÓS-Unidade Popular

Galiza, 28 de Janeiro de 2009

 

Voltar à página principal