BNG carreta 700 velhos enganados a um comício eleitoral

21 de Fevereiro de 2009

A identificaçom do ex-nacionalista BNG com o corrupto sistema espanhol é praticamente total. Se as políticas de fundo do neoliberalismo e o "galeguismo bem-entendido" venhem sendo assumidos há anos por Quintana, Rodrigues e companhia, as formas conseguem fazer-nos lembrar cada vez mais os tempos de Manuel Fraga.

A última do novo "líder carismático" do BNG, Anxo Quintana, foi a conduçom de 700 velhos e velhas -na sua Conselharia preferem chamá-los 'maiores', implantando um conhecido eufemismo espanhol para o que na Galiza sempre fôrom velhos e velhas- a um comício do BNG em Oia. As pessoas conduzidas fôrom, segundo confessárom mais tarde, "enganadas", julgando que iam de excursom a Portugal.

Umha vez descoberta a manipulaçom sem escrúpulos de centenas de pessoas, o próprio Quintana nom duvidou em aleijar culpas e apontar para as responsabilidades das entidades "amigas" encarregadas da logística da conduçom dos velhos e das velhas como se de um grande rebanho de ovelhas se tratasse, caminho de um comício eleitoral.

Segundo o vice-presidente, nom foi ele, nem o BNG, quem protagonizou umha manobra que nem Fraga faria com tanto descaramento. Fôrom a "Asociación Gallega de Pensionistas" e a "Confederación Gallega de Organizaciones de Mayores (COGAMA)" as que, sem o pobre candidato saber, enganárom as e os pensionistas para, em lugar da comprometida excursom a Portugal, irem ouvir os contos que Anxo Quintana tinha para lhes contar, pedido do voto incluído.

Estes do BNG, como o PSOE e o PP, som os do "voto útil": útil para eles, que nunca tam bem vivêrom e nom querem deixar de viver do conto.

 

Voltar à página principal