BNG, PP e PSOE consensuarám umha reforma da lei de Normalizaçom Lingüística a partir da proposta do Bloque

18 de Dezembro de 2003

O BNG acedeu surpresivamente a retirar a sua proposta de Lei de Normalizaçom Lingüística para consensuar umha reforma com os partidos espanhóis na Cámara autonómica. A proposta apresentada em Outubro passado polo BNG nom representava grande mudança a respeito da actual, evitando em todo o momento questionar o domínio social e institucional do espanhol na nossa naçom, até o ponto de ser agora aceite por PP e PSOE como base para um acordo entre os três grupos parlamentares autónomicos.

Esta valorizaçom, feita pública no seu momento pola esquerda independentista, vê-se confirmada agora polas declaraçons de representantes do PP e PSOE no Parlamento autonómico.

A deputada do PP Dolores Rodríguez Seixas louvou os princípios do projecto de Lei do BNG, afirmando que "obedecem a um objectivo geral razoável e ajustado a direito", "baseado em princípios constitucionais", ainda que também indicou que tem "alguns defeitos". Quer dizer, situou as discrepáncias no terreno puramente técnico, coincidindo com o espírito "constitucional" da proposta do Bloque.

Também o PSOE, através do deputado Antom Louro, apoiou o projecto de lei do BNG, umha vez que "já transcorrêrom 20 anos da Lei de Normalizaçom Lingüística e cumpre umha revisom".

Desta forma, os três partidos com representaçom no Parlamento autonómico coincidírom para consensuar umha reforma da Lei de Normalizaçom Lingüística que em nengum caso suporá qualquer questionamento da hegemonia do espanhol no nosso país. O BNG poderá aspirar a nuclear o consenso com o espanholismo, dando mais umha mostra de "homologaçom" com as forças "constitucionalistas", enquanto a comunidade lingüística galega continuará na mesma situaçom de progressiva decadência silenciosa. Ou será que alguém duvida que o PP e o PSOE, em plena ofensiva espanholista e numha posiçom de força, podam apoiar outra cousa?

Voltar à página principal