Os dados da natureza injusta do capitalismo

3 de Março de 2004

587 milionários acumulam umha fortuna de 1,9 bilions de dólares, enquanto 2.800 milhons de pobres sobrevivem com 2 dólares por dia. Chega com saber somar, restar, multiplicar e dividir. Eis os dados sobre os principais milionários do mundo, feitos públicos pola revista Forbes. Som 587 multimilionários que amassam umha fortuna que equivale à riqueza anual produzida no Estado espanhol, representando um quinto da economia dos Estados Unidos da América, primeira potência do mundo.

A listagem anualmente publicada por Forbes, incrementou desta vez em 64 pessoas as consideradas mil-milionárias, o que a revista explica eufemisticamente como resultado da "recuperaçom da economica mundial" e a tendência à alta nos mercados bolsistas.

A quantidade acumulada polos 587 "afortunados" ultrapassa em mais de 100 vezes o orçamento total destinado à luita mundial contra a fame (19.000 milhons de dólares USA), em quase 100 vezes o Produto Bruto Interno anual de um país como a Bolívia, e em quase 20 vezes a riqueza anual produzida num país como a Argentina.

Após dous anos de quedas significativas nas fortunas dos ricos do Planeta, verifica-se desta vez um enorme aumento das riquezas da maioria dos burgueses que figuram na lista.

O autêntico relevo da notícia comprova-se conferindo-o com o relatório da Worldwatch Institute, que afirma que, do total da populaçom mundial de 4.500 milhons de habitantes, 2.800 milhons de pobres sobrevivem com menos de dous dólares por dia. Só essa gritante realidade possibilita semelhante acumulaçom como a revelada pola revista Forbes.
840 milhons de pessoas carecem de alimentos básicos no mundo, e mais de seis milhons de crianças menores de cinco anos morrêrom só no passado mês de Outubro de 2003 de inaniçom.

Como exemplo do abastamento, pode-se citar Bill Gates, fundador da Microsoft, que figura por décimo ano consecutivo no primeiro lugar do ranking, com umha fortuna de 46.600 milhons de dólares. A fortuna desse elemento ultrapassa em mais de duas vezes o orçamento mundial da luita contra a pobreza, calculado em 19.000 milhons de dólares.
Se Bill Gates resolvesse deixar de ter mais receitas e quigesse gastar a sua fortuna, fruto da exploraçom e monopolizaçom que a sua transnacional impom no sector informático, precisaria de viver mais 120 anos a gastar 1 milhom de dólares por dia para perder o seu património.

Mais números para o contraste: na América Latina, segundo o relatório da CEPAL em 2003, no ano anterior (2002) o número de latino-americanos que vive na pobreza atingiu os 220 milhons de pessoas, dos quais 95 milhons som indigentes (43% e 18% da populaçom total, respectivamente).

11% da populaçom do Planeta está subnutrida, segundo o Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA), quase 9,4% da populaçom infantil menor de 5 anos sofre desnutriçom aguda (baixo peso) e 19,4% desnutriçom crónica (baixa talha a respeito da idade), com efeitos negativos de carácter irreversível.

Lembremos finalmente que o burguês galego Amáncio Ortega ocupa o lugar número 18 no ranking da Forbes. Outros integrantes da lista som líderes estatais como o rei da Arábia Saudita, Silvio Berlusconi, Jacques Chirac, George Bush... Também outros delinqüentes como o evasor de impostos suíço Marc Rich e os magnatas russos do petróleo Mikhail Khodorkovsky e Platon Lebedev. Banqueiros como o espanhol Emilio Botín entram também na lista de grandes milionários, junto de todo o tipo de mafiosos, extorsionadores e assassinos.

Fonte: IAR Noticias

Voltar à página principal