Atentado contra a liberdade de expressom em Ponte Areas: julgamento de dous antifranquistas

7 de Fevereiro de 2004

Ontem, dia 6 de Fevereiro, fôrom julgad@s às 10:00 horas dous membros da "Plataforma Cidadá pola Retirada do Monumento a Franco" na vila de Ponte Areas.

Os factos datam do dia 7 de Junho de 2003, quando vári@s membros da Plataforma, fôrom violentamente interrompid@s pola Guarda Civil de Ponte Areas e obrigad@s a se identificarem quando estavam recolhendo assinaturas para apoiar as demandas de retirada do monumento de Franco e de mudança de nome das ruas; a continuaçom, ordenárom-lhes, por mandato de José Castro, retirar vários cartazes da Plataforma. As/os militantes antifranquistas pedírom explicaçons e a única explicaçom que recebêrom foi a detençom de várias pessoas, sendo umha delas levada com algemas polas ruas de Ponte Areas como se de um delinqüente perigoso se tratasse. No dia 6 de Fevereiro, duas destas pessoas, por acaso as que denunciárom maus tratos por parte da Guarda Civil e que achegárom os certificado de lesons no Julgado, serám julgadas em Ponte Areas por agressom e desobediência à autoridade.

Este novo julgamento enquadra-se na dinámica repressiva contra todo o tipo de movimentos sociais, sindicais e políticos que enfrentam de um jeito ou outro o sistema.

 

Voltar à página principal