A Galiza duplica a taxa de emissom de gases fixada no Protocolo de Kioto

13 de Fevereiro de 2004

Em contra do compromisso adquirido em 1997 polo Estado espanhol no chamado Protocolo de Kioto, a Administraçom espanhola evitou qualquer controlo das emissons de gases poluentes por parte de indústrias e veículos na Galiza.

O resultado: a Galiza incrementou as emanaçons de gases que provocam o efeito estufa em 27% entre 1997 e 2001, último ano de que se tenhem dados actualmente. O Estado espanhol tinha adquirido o compromisso de que, entre 1990 e 2012, nom haveria um incremento maior de 15%, percentagem que já ficou ultrapassada.

Deste jeito, as instituiçons espanholas que gerem os destinos da nossa naçom continuam a favorecer a mudança climática, por mais que as suas campanhas mediáticas falem de respeito ao ambiente e aumento do bem-estar.

O sector energético é que mais poluiçom atmosférica produz, com 80% da poluiçom total. No caso da Galiza, as centrais térmicas e instalaçons de cogeraçom e combustom contribuírom decisivamente para o incremento da emissom de gases poluentes à atmosfera. Neste sector, as emissons aumentárom em 35,8% por cima dos compromissos adquiridos polo Estado espanhol.

Os governos burgueses continuam a desprezar a saúde ambiental no conjunto do Planeta, Galiza incluída, sem que os organismos internacionais tomem medidas para além da palavrada pseudoambientalista. Mais umha evidência de como essas instituiçons estám ao serviço daqueles.

Voltar à página principal