Repressom no Chile: Detido dirigente mapuche

24 de Janeiro de 2004

Carabineiros de Temuco detivérom o estudante de jornalismo e director do Kolectivo Lientur, Pedro Cesar Cayuqueo Millaqueo, de 28 anos.

A Justiça chilena andava atrás de Cayuqueo desde 1998, a raiz de vários factos registados no fundo Santa Rosa de Colpi, propriedade da empresa florestal Mininco, onde Cayuqueo aparece acusado e condenado por furto de madeira, com umha pena de 541 dias, coima em beneficio fiscal e um ano, sob fiscalizaçom de Gendarmeria.

Após a detençom, este será conduzido nas próximas horas ao Tribunal misto de Traiguén, desde onde emanou a ordem de detençom, que se encontrava arquivada, sendo activada nos últimos dias.

A Justiça chilena anunciou novas detençons contra membros do movimento indigenista mapuche.

Pedro Cayuqueo lidera um grupo de jovens mapuches que agrupados no Kolectivo Lientur tenhem realizado labores de contra informaçom a respecto da temática mapuche, reivindicaçons sociais e políticas.

Detido Advogado Mapuche

Na mesma causa, procedeu-se nos últimos dias à detençom do advogado mapuche José Lincoqueo, quem também é posto a disposiçom do tribunal para ser notificado da condena, e onde aparecia como instigador de diversas acçons.

Todas estas acçons legais tenhem como sustento a aplicaçom das leis vigentes de Pinochet, para criminalizar e tentar calar a voz indígena frente aos abusos das grandes empresas florestais nas suas terras.

Para mais informaçom sobre estes casos de repressom e a luita do povo mapuche, clica aqui (+...)

 

Voltar à página principal