Jovens independentistas da Galiza e Euskal Herria vítimas dos abusos policiais espanhóis

11 de Agosto de 2004

A organizaçom antirrepressiva galega Ceivar denunciou em dias passados um novo episódio de abusos policiais na capital da Galiza, acontecido na passada sexta-feira. Umha jovem independentista galega, militante da entidade juvenil AMI, foi arbitrariamente detida quando caminhava polas ruas de Compostela acompanhada por quatro militantes juvenis bascos. @s cinco fôrom conduzid@s à esquadra policial espanhola de Compostela, conhecida por casos flagrantes de detençons ilegais e maus tratos a pessoas detidas, nomeadamente militantes da esquerda independentista.

Tal como noutras ocasions, as quatro pessoas detidas fôrom obrigadas a realizar flexons totalmente despidas, sendo ameaçad@ polos elementos da polícia espanhola com base num alegado "envolvimento terrorista" dos jovens bascos e da jovem galega.

Depois de diversas humilhaçons e vexames impingidos com total impunidade por membros do corpo policial espanhol, @s jovens fôrom finalmente post@s em liberdade sem qualquer cargo ou acusaçom.

A realidade é que os jovens independentistas bascos participavam numha série de actividades políticas de carácter informativo no nosso país, dentro de umha campanha de denúncia da estratégia repressiva que sofre o movimento juvenil basco. A Polícia espanhola nom perdeu a ocasiom para mostrar mais umha vez o fundamento das denúncias constantes que os movimentos antissistema, nomeadamente as esquerdas independentistas, vimos fazendo público e continuaremos a fazer enquanto nom conseguirmos efectivar os direitos civis mais elementares que sistematicamente som vulnerados polas forças repressivas espanholas.

Lembremos que recentemente NÓS-Unidade Popular denunciou a situaçom de ocupaçom policial que vive Compostela neste ano, alertando contra abusos como os que agora se verificam.

 

Voltar à página principal