Governo burguês de Portugal contra a memória: converte Revoluçom de 25 de Abril em "Evoluçom"

16 de Abril de 2004

De maneira espontánea, o povo português está a emendar os placards e outros suportes publicitários em que o Governo da direita portuguesa (PSD e CDS-PP) comemora os 30 anos do 25 de Abril de 74 com umha campanha manipuladora da memória revolucionária portuguesa.

Com efeito, o Governo presidido polo ex-maoista Durão Barroso resolveu abolir a Revoluçom de 25 de Abril de 1974. Segundo denuncia o web Resistir.info, "a palavra Revoluçom provoca urticária no primeiro-ministro". Para evitar tam incómoda palavra, nos cartazes alusivos ao 30º aniversário do Movimento dos Capitáns, a direita governante transforma aquela ruptura revolucionária que nunca existiu no Estado espanhol para a categoria de simples "evoluçom".

A esquerda portuguesa alça a voz contra a manipulaçom do Governo e passa à acçom corrigindo o texto, como se vê na foto que incluímos acima. Para mais informaçom sobre o significado real do 25 de Abril de 1974 em Portugal, recomendamos a leitura do texto apresentado polo histórico militante comunista português Francisco Martins nas VI Jornadas Independentistas Galegas, organizadas polo nosso partido em 2002, sob o título 25 de Abril, o proletariado deixou escapar a crise de poder.

 

Voltar à página principal