Ataques com carros armadilhados contra esquadras policiais fam 70 mortes em Bassorá

21 de Abril de 2004

Longe do mediático "Triángulo Sunita", continuam ataques da resistência contra forças estrangeiras e esquadras da polícia sipaia iraquiana. Umha série de explosons em quatro instalaçons policiais na cidade de Bassorá, no Sul do Iraque, deixou nesta mesma quarta-feira polo menos 68 mortos, entre eles polícias iraquianos apoiantes do imperialismo, vinte crianças e um número indeterminado de civis, além de dezenas de feridos. Polos vistos, um autocarro escolar passava polo local na altura em que se produziu umha das explosons.

As três primeiras explosons ocorrêrom quase simultaneamente, durante o horário de ponta da manhá, em esquadras de polícia no centro de Bassorá. Fôrom militantes suicidas quem provocárom as fortes explosons.

Umha quarta explosom deixou polo menos três mortos em Zubair, cerca de 25 km a Sul de Bassorá. O alvo do ataque foi umha academia policial na cidade.

A seguir dos ataques de Bassorá, a multitude enfrentou-se com lançamento de pedras às tropas ocupantes británicas, responsabilizando-as pola generalizaçom da violência e a destruiçom do país. As massas pediam a saída do Iraque de todos os exércitos ocupantes.

A fachada da esquadra de polícia de Saudia também foi parcialmente destruída e ficou com um buraco de dois metros de profundidade e três de largura.

Também na cidade de Fallujah, 35 efectivos da insurgência iraquiana atacárom com granadas e projécteis de morteiro e armas ligeiras as tropas norte-americanos. Nom se sabe ainda o número de vítimas da acçom guerrilheira. Entretanto, avions de combate ianques continuam a sobrevoar a cidade.

Voltar à página principal