Morre o presidente do Governo fantoche pró-russo em ataque da resistência chechena

9 de Maio de 2004

O presidente imposto polo imperialismo russo na Chechénia, Akhmad Kadyrov, morreu numha explosom no estádio em que participava num desfile militar em comemoraçom do dia da Vitória, em Grozny. Entre os mortos está também o comandante militar russo do Norte do Cáucaso, general Valery Baranov, responsável pola direcçom das acçons de guerra que o exército russo dirige contra os povos caucásicos.

Outras seis pessoas teriam morrido e 25 ficado feridas na acçom armada de hoje. Umha mina teria explodido na área vip do estádio.Nom é a primeira vez que a resistência chechena aproveita a data da comemoraçom da Vitória russa sobre os Nazis para atacar com bombas as autoridades pró-russas que ocupam o país. Em 2002, umha bomba explodiu no Dia da Vitória durante o desfile militar no porto de Kaspiisk, no Mar Cáspio, matando 43 pessoas.

Menos trascendência costumam ter os ataques russos, que diariamente assassinam e destróem o país caucásico com total impunidade pola cumplicidade dos organismos da chamada "comunidade internacional". De facto, os russos tenhem matado líderes do movimento patriótico checheno, incluídos os seus legítimos presidentes. Por trás da estratégia imperialista russa, encontra-se a espoliaçom dos recursos naturais chechenos, nomeadamente o gás natural e o petróleo, além de aproveitar a situaçom geoestratégica do país, como passagem entre a Europa e a Ásia para a conduçom de gasodutos e oleodutos.

Apesar da superioridade militar e do genocídio e destruiçom do país que tem provocado com duas guerras durante a última década, o exército russo nom conseguiu acabar com o movimento rebelde na Chechénia, nas montanhas do país e mesmo na capital, Grozny, arrasada polo exército de ocupaçom russo. Tal como os EUA no Iraque, o regime russo anunciou o fim da segunda guerra de agressom contra a Chechénia, iniciada em 1999, mas a luita pola independência do país caucásico continua.

 

:: Mais informaçons sobre a luita do povo checheno contra o imperalismo russo

Ministro checheno denuncia que exército russo matou 308.000 civis durante a última década (+...)

O povo checheno nom se resigna ao genocídio: 40 mortos no metro de Moscovo numha acçom da resistência (+...)

A resistência chechena destrói um hospital militar russo causando entre 20 e 25 mortes (+...)

Ataque suicida checheno causa 16 baixas às forças ocupantes russas (+...)

Novo ataque checheno contra o líder pró-russo (+...)

Resistência chechena golpeia Administraçom colonial russa (+...)



Voltar à página principal