Mais de umha centena de mortes num só dia em diversos confrontos entre resistentes e ocupantes no Iraque

29 de Julho de 2004

Umha acçom guerrilheira contra um centro de recrutamento pró-imperialista em Baquba (Iraque) provocou 68 mortes e mais de umha centena de pessoas feridas, quando um carro armadilhado guiado por um suicida embateu numha esquadra policial dedicada a recrutar agentes sipaios ao serviço dos EUA.

A explosom, que abriu umha profunda cratera na calçada, atingiu de cheio umha carrinha de transporte público, fazendo vítimas também entre os iraquianos que formavam umha fila à espera de se inscreverem na força policial colaboradora dos ocupantes.

Entretanto, 35 milicianos patriotas morrêrom no Sul do país na mesma jornada, num confronto com as forças ocupantes norte-americanas, polacas, ucranianas e colaboradoras iraquianas, morrendo também sete soldados dessa nacionalidade.

Além da superioridade em efectivos, as forças imperialistas mobilizárom helicópteros artilhados e carros blindados para atacar as guerrilhas iraquianas.

Outros pontos do país registárom também hoje confrontos armados. É o caso da localidade de Ramadi, a Oeste de Bagdad, e de Faluja, onde quatro polícias sipaios morrêrom atingidos por umha bomba colocada numha ponte.

Demonstra-se a incapacidade imperialista para deter a actividade da resistência iraquiana, que continua a defender corajosamente a soberania nacional atacando as tropas ocupantes e os oleodutos que lhes servem para espoliar as riquezas petrolíferas iraquianas.

 

Voltar à página principal