Para onde irám os votos de Galeusca?

5 de Junho de 2004

Boa parte da base social nacionalista e de esquerdas questiona um possível apoio à candidatura ao Parlamento europeu em que desta vez se integrou o BNG, formada polos partidos de direitas e autonomistas catalám (CiU) e basco (PNB), juntamente com os partidos do automismo reformista maiorquino (PSM) e valenciano (BNV).

O questionamento tem aumentado nos últimos dias, umha vez publicados inquéritos que prognosticam a perda do deputado europeu por parte do BNG, cujo primeiro candidato ocupa o terceiro lugar da coligaçom chamada "Galeusca". De se confirmarem os resultados dos inquéritos, só CiU e PNB conseguiriam representaçom no Parlamento europeu, ficando o BNG como força extraparlamentar.

É o momento de revermos o destino dos votos dos milhares de galegas e galegos que votarám Galeusca em nome do "voto útil". O cabeça de lista dessa candidatura, Inasi Guardans, fai parte de Convergència Democrática de Catalunya (CDC) um dos dous partidos que conformam a coligaçom CiU. Esse partido está integrado no chamado Grupo Liberal europeu, formado por partidos ideologicamente adscritos à direita "liberal-democrata". Fam parte desse grupo organizaçons como o Partido Liberal Británico, o Liberal Democrata alemám ou a regionalista Unió Valenciana. Trata-se de umha das facçons da direita neoliberal no continente europeu.

O outro partido que forma CiU é Unió Democrática de Catalunya, que por seu turno fai parte do chamado Partido Popular Europeu, a direita dura em que se integram partidos como o PP espanhol, a Forza Itália de Berlusconi, a CDU alemá, o Partido Unionista do Ulster, o Partido Conservador británico e o governante PSD português. Na legislatura actual, CiU contava com dous deputados, integrando-se um no Grupo Liberal Europeu e o outro no Partido Popular Europeu.

O PNB, por sua vez, integra actualmente o denominado Grupo Verde/Aliança Livre Europeia, depois de ter sido expulso do Partido Popular Europeu. O PNB foi um dos partidos fundadores do PP europeu (que anteriormente se autodenominava Grupo Democrata-Cristao), e foi um dos partidos que apadrinhou a integraçom do PP espanhol nesse grupo. Posteriormente, seria o PP que promoveu a expulsom do PNB do mesmo, dentro da sua ofensiva anti-basca durante os últimos anos.

Quanto ao BNG, a organizaçom autonomista galega está também no Grupo Verde/ALE, com o PNB, o Bloc Nacionalista Valencià, o PSM (nom tem eurodeputado, mas apoia esse grupo), ERC, EA, Partido Aragonês Regionalista, e outros partidos social-democratas e social-liberais de naçons como a Escócia ou Gales.

Será bom que o eleitorado nacionalista e de esquerdas da nossa naçom conheça o destino final do voto dirigido a Galeusca. Nesta campanha eleitoral, além de ficar em evidência a falta de apoios do BNG para manter um deputado no Parlamento europeu contando só com as próprias forças, os votos na coligaçom BNG-CiU-PNB garantirám, isso sim, a eleiçom de dous deputados de direitas, regionalistas e colaboradores dos grandes partidos que combatem a Europa dos povos e imponhem o modelo social de capitalismo selvagem actualmente em vigor. Para além do mais, alheios ambos a qualquer ligaçom ou interesse comum com o Povo Trabalhador Galego.

 

Voltar à página principal