Manipulaçom informativa: NÓS-UP exige aos proprietários de El Ideal Gallego o direito de rectificaçom

29 de Outubro de 2004

NÓS-UP viu-se obrigado a dirigir umha carta aos directores de El Ideal Gallego e Diario de Ferrol exigindo do "direito de rectificaçom" ante a difusom de umha notícia falsa em relaçom com as declaraçons de Carlos Morais nos julgados de Compostela no passado dia 27 de Outubro. A manipulaçom da notícia em questom parte já do delirante título: "El líder de los independentistas gallegos asume que falsificó firmas a favor de los proetarras", que dá a volta por completo ao verdadeiro teor da declaraçom do dirigente de NÓS-UP.

A organizaçom independentista galega difundiu no mesmo dia do julgamento um comunicado em que explicava os termos em que Carlos Morais reconheceu como próprias todas e cada umha das assinaturas com que a candidatura de NÓS-UP nomeou apoderados basc@s nas passadas Eleiçons europeias. Apesar disso, os citados jornais publicárom umha série de graves falsidades, incluindo umha suposta autoinculpaçom do membro da Direcçom Nacional de NÓS-Unidade Popular.

Agora, Manuel Ferreiro e Juan Ramón Diaz, directores de El Ideal Gallego e Diario de Ferrol respectivamente, deverám reproduzir em cada um desses tabloides o comunicado informativo de NÓS-UP, em aplicaçom do chamado Direito de Rectificaçom, ou enfrentarám umha queixa-crime ou querela criminal.

 

Voltar à página principal