Ganhou Venezuela revolucionária

16 de Agosto de 2004

Umha multitude celebra ante a sede do Governo a oitava vitória eleitoral bolivariana consecutiva, a vitória de Hugo Chávez no referendo em que a oposiçom contrarrevolucionária pretendia derrotá-lo. O presidente compareceu no Palácio de Miraflores já ante a multitude para dizer que "isto mudou para sempre", "nom há marcha atrás".

Com 94% dos votos escrutados, a opçom do "Nom" à revogaçom atingiu 4.991.483 votos (58,25%), enquanto o voto opositor do "Sim" à revogaçom ficou por 3.576.517 votos (41,74%).

No seu discurso, Chávez afirmou que o seu governo, ratificado agora a meio do mandato, continuará o labor de Simón Bolívar pola conquista da verdadeira independência.

A oposiçom pró-ianque tentou ao longo da jornada de votaçom manipular e entorpecer o desenvolvimento da mesma, atrasando a abertura de mesas em bairros chavistas e até apresentando falsos resultados favoráveis à revogaçom do presidente revolucionário. Porém, finalmente toda a artilharia mediática privada ao seu serviço foi incapaz de evitar o apoio maioritário do povo venezuelano ao governo bolivariano. Logo a seguir da publicaçom dos resultados, os líderes contrarrevolucionário já afirmárom a sua negativa a reconhecer a sua derrota, o que obrigará o povo a se manter alerta em defesa das conquistas revolucionárias frente ao golpismo reaccionário.

Entretanto, tal como denuncia o conhecido web bolivariano "Aporrea", a grande imprensa internacional resiste-se a reconhecer a vitória popular venezuelana.

CNN em inglês intitula "Chávez demanda vitória"

CNN em espanhol: "Ampla participaçom cidadá no referendo da Venezuela", mas evita afirmar a vitória chavista.

BBC: Chávez "logrou 58% dos votos" (assim, entre aspas)

Somente Al Jazeera intitula "Chávez ganha o referendo".

 

:: Mais informaçons sobre o referendo na Venezuela

Prolonga-se o horário de votaçom na Venezuela (+...)

"Venezuela e Agosto", de Alfonso Sastre (+...)

Centenas de milhares de pessoas apoiam a Revoluçom Bolivariana nas ruas de Caracas (+...)

 

Voltar à página principal