Estado espanhol, área da eurozona em que mais aumentárom os milionários

20 de Junho de 2004

O Estado espanhol é a área da zona euro em que mais cresceu em 2003 o número de indivíduos com patrimónios elevados- aquele que supera o milhom de dólares em activos financeiros líquidos-, até os 129.000 indivíduos, segundo o Relatório sobre riqueza no mundo elaborado por Merrill Lynch e Capgemini.

O incremento de pessoas com patrimónios elevados foi de 18%, o que se traduz em que 19.000 pessoas mais do que no exercício anterior tenhem um património superior ao milhom de dólares em activos líquidos.

Além do mais, o Estado espanhol ultrapassou o crescimento médio europeu do número de pessoas com patrimónios elevados, que foi de 2.4%, e o global, que atingiu 7.5% em 2003. Este incremento, que situa o Estado espanhol no terceiro lugar do mundo em que mais cresceu o número de pessoas com patrimóniois elevados, deveu-se, segundo o estudo, ao incremento do PIB, à "decidida" recuperaçom dos mercados financeiros locais e ao "bom comportamento" do mercado imobiliário.

A finais do 2003, havia um total de de 7.7 milhons de indivíduos com patrimónios elevados em todo o mundo, o que supom um incremento de 7.5% (500.000 pessoas) a respeito ao exercício 2003.

 

Voltar à página principal