NÓS-Unidade Popular contra o imperialismo e a hipocrisia mediática
Solidariedade com as causas iraquiana e palestiniana

4 de Outubro de 2004

NÓS-Unidade Popular fijo público um comunicado de solidariedade com os povos iraquiano e palestiniano, e de crítica às posiçons ocidentais nesses dous conflitos. Reproduzimos integramente o texto solidário independentista:

NÓS-Unidade Popular contra o imperialismo e a hipocrisia mediática
Solidariedade com as causas iraquiana e palestiniana

Assistimos nos últimos tempos a umha intensificaçom do selvagem castigo que as potências ocidentais aplicam aos povos do Iraque e a Palestina.
Só nos últimos dias, meio cento de palestinianos e palestinanas, incluídas crianças, fôrom mortas em ataques aéreos e terrestres do exército sionista contra edifícios e outros objectivos civis na Faixa de Gaza. Só desde o início da Segunda Intifada, quase 3.000 palestinian@s morrêrom em ataques indiscriminados ou "selectivos" do Estado de Israel, um dos melhor armados do mundo, contra um povo ocupado e praticamente desarmado.

Por seu turno, o massacre que os exécitos ocupantes, nomeadamente o norte-americano, estám a provocar no Iraque eleva a quase 40.000 o número estimado de civis mortos desde o início da segunda guerra imperialista contra esse povo. Nos últimos dias, o ritmo de mortes a cargo das tropas invasoras conta-se por centenas, com ataques aéreos contra cidades e utilizaçom de crianças como escudos humanos frente aos ataques da resistência guerrilheira que defende a soberania nacional iraquiana.

Estamos, portanto, ante dous focos da ofensiva mundial imperialista liderada por dous estados, o norte-americano e o de Israel, especialistas na prática do terrorismo contra os povos, no massacre de crianças e inocentes. E os restantes estados que conformam a chamada "comunidade internacional", incluídos organismos supranacionais como a ONU, em lugar de denunciarem esses genocídios e pôr os meios para que se detenham de imediato, silenciam no possível ante as opinions públicas dos diversos países a crua realidade e permitem que a macabra dança de mortes inocentes e destruiçom continue.

Enquadrados na mesma estratégia assassina, de maneira hipócrita, os meios de comunicaçom sobredimensionam episódios da desesperada resistência iraquiana como som os seqüestros de colaboradores civis e militares da ocupaçom. Indagam e aprofundam na trajectória vital d@s seqüestrad@s. Ponhem-lhes rosto, nomes e apelidos para que tod@s soframos com o seu cativeiro.

Porém, as centenas de mortes de civis, crianças e velh@s que a diário caem nas ruas de Bagdad, Falluja, Samarra, Gaza e tantas cidades e vilas do Iraque e a Palestina, ficam no anonimato das estatísticas do que chamam "luita anti-terrorista". Sem direito nem a umhas linhas de denúncia nos meios que nos desinformam sobre a realidade do caos mundial sob o imperialismo. Uns meios financiados e mantidos polos próprios centros de poder capitalista, que lhe fam o trabalho sujo da difusom das mentiras e ideologia do sistema.

Frente a tanto silêncio e hipocrisia, NÓS-Unidade Popular quer denunciar com a máxima contundência a enorme operaçom de destruiçom dos povos iraquiano e palestiniano a cargo dos carrascos sanguinários israelitas e ianques, com a colaboraçom activa ou passiva do resto da chamada "comunidade internacional". Especialmente nojento resulta o papel dos media que, também na Galiza, se limitam a fazer de caixa de ressonáncia dos interesses e estratégia imperialistas.

NÓS-UP transmite todo o seu apoio à heróica resistência de ambos os povos, que hoje constituem a vanguarda das luitas populares contra o injusto sistema capitalista ao longo do Planeta.

Galiza com Palestina e Iraque!

Fora as forças de ocupaçom sionistas e norte-americanas!

Morte ao imperialismo!


Galiza, Outubro de 2004

 

Voltar à página principal

 

 

Dous agentes armados das forças ocupantes no Iraque mantenhem imobilizados, amarrados e de olhos tapados vários meninhos de nom mais de dez anos, no meio de um grupo de detidos acusados de pertencer à resistência patriótica