Centenas de mulheres nas oito mobilizaçons galegas polo Dia da Mulher Trabalhadora

11 de Março de 2005

A jornada do 8 de Março, que nom contou neste ano com umha convocatória de carácter nacional, registou na Galiza um total de oito manifestaçons e concentraçons em defesa dos direitos da mulher trabalhadora. Várias centenas participárom em Vigo e meio milhar em Compostela; 200 em Ferrol, 120 em Ponte Vedra, 80 na Corunha, 40 em Ourense e 30 no Condado, segundo os dados de participaçom oferecidos por companheiras assistentes às diversas convocatórias.

Para além de participar da campanha unitária nucleada pola Marcha Mundial das Mulheres e a Assembleia de Mulheres do Condado e Mulheres Progressistas no caso de Ponte Areas, a esquerda independentista desenvolveu através de NÓS-UP umha iniciativa própria de denúncia do sexismo na comunicaçom social, com iniciativas municipais e propaganda nas ruas a reclamar medidas que acabem com o tratamento vexatório que as mulheres recebem na publicidade e outros formatos televisivos e mediáticos. A campanha de NÓS-Unidade Popular terá continuidade nas próximas semanas.

Voltar à página principal

 

 

Imagem da concentraçom do 8 de Março em Ponte Areas