Resoluçom obriga Junta de Castela e Leom a publicitar o ensino do galego no Berzo

24 de Dezembro de 2004

O chamado Procurador do Comum (Defensor do Povo na nomenclatura autonómica galega) ditou resoluçom que reclama à Junta de Castela e Leom um aumento da publicidade do ensino da língua galega no Berzo

A Conselharia da Educaçom da Junta de Castela e Leom aceitou a Resoluçom do Procurador do Comum, Manuel Garcia Álvarez, pola qual se verá obrigada a alargar a campanha de publicidade para a difusom da nossa língua nesta comarca galega, oficialmente sob administraçom da comunidade autónoma castelhano-leonesa.

O Procurador do Comum recebera numerosas queixas, muitas delas provenientes da Associaçom Cultural Fala Ceive do Berzo, que faziam fincapé na insuficiente publicidade do ensino da língua galega na comarca arraiana. Em concreto, os reclamantes consideravam que as campanhas de publicidade consistentes simplesmente no envio de publicidade através de cartas individuais aos directores dos centros de ensino da comarca é excessivamente limitada, devendo ampliar-se com outros meios, como por exemplo a difusom de cartazes, para que mais centros acedam à oferta desta matéria. Este labor vinha sendo desenvolvido nos últimos anos por Fala Ceive, que realizava campanhas publicitárias entre as equipas directivas, o alunado e as associaçons de maes e pais de alun@s de diversos centros.

Na actualidade, som já 15 os centros que incluem a nossa língua entre as suas matérias, dos quais 11 som Centros de Educaçom Infantil e Primária, 3 Centros de Secundária e a Escola Oficial de Idiomas de Ponferrada.

 

Voltar à página principal